Autor: super-admin

Mesmo usando filtro, exposição ao Sol pode ser perigosa

Mesmo usando filtro, exposição ao Sol pode ser perigosa

Aumento de casos de câncer de pele pode estar ligado à ação da luz visível associada à exposição aos raios UVA

Por Redação – Editorias: Ciências da Saúde – URL Curta: jornal.usp.br/?p=116372

Filtros solares ajudam na proteção, mas mesmo assim a incidência de câncer de pele na população continua elevada – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Embora nos últimos anos as pessoas tenham passado a usar filtros solares que protegem contra a radiação UVB e UVA, a incidência de câncer de pele na população continua elevada. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o câncer de pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (Inca) registra a cada ano cerca de 180 mil novos casos. Na Austrália, apesar da campanha massiva para promover o uso de protetores solares, a incidência de melanoma invasivo aumentou 13% na população suscetível com idade inferior a 30 anos, segundo dados de um artigo publicado em 2016 no Journal of Investigative Dermatology. Por trás destes números pode estar a ação da luz visível, que também causa danos à pele, principalmente quando associada à exposição aos raios UVA.

O alerta foi feito professor Maurício S. Baptista, do Instituto de Química (IQ) da USP e membro do Centro de Pesquisa em Processos Redox em Biomedicina (Cepid Redoxoma), que, em julho, publicou resultados de mais um estudo de seu grupo sobre fotodano, desta vez mostrando como os efeitos combinados da radiação UVA e da luz visível causam lesões pré-mutagênicas no DNA nuclear de queratinócitos, que são células do tecido epitelial.

Para o professor Baptista, “sociedade erra ao considerar a luz visível segura” – Foto: National Archieef/Wikimedia Commons
“A sociedade erra ao considerar a luz visível segura. As políticas de proteção solar são centradas na prevenção de danos causados pela exposição à radiação ultravioleta (UV), quando já se sabe que a luz visível também causa danos à pele”, afirma Baptista.

Segundo o pesquisador, as pessoas são induzidas a erro ao acreditar que passando protetor solar a cada duas horas podem ficar o dia inteiro expostas ao sol. “Elas acham que estão protegidas, mas não estão. Essa proteção não é suficiente e, infelizmente, produtos que possam oferecer proteção contra os efeitos da luz visível ainda não estão disponíveis no mercado. As empresas que produzem os filtros solares conhecem os dados sobre os efeitos nocivos da luz visível, mas, como ainda não desenvolveram produtos adequados, não falam sobre esse assunto, colocando a saúde da população em risco.”

Baptista lembra, no entanto, que as pessoas não devem evitar totalmente o sol. Os raios UVB são necessários para a síntese de vitamina D, que, além do papel contra a osteoporose, está envolvida no desempenho de músculos, nervos, coagulação do sangue, crescimento celular e utilização de energia. A dose ideal seria expor o corpo inteiro por 30 minutos ao sol, três vezes por semana, sem o uso de filtros solares.

Luz visível penetra na pele mais profundamente do que os raios UVA e só pode ser bloqueada por filtros físicos – Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Danos causados pela luz visível
A luz visível, à qual nossos olhos são sensíveis, é uma forma de radiação eletromagnética, assim como os raios ultravioleta. Ela penetra na pele mais profundamente do que os raios UVA e só pode ser bloqueada por filtros físicos.

Os efeitos nocivos causados pelos raios UVA em células eucarióticas já foram amplamente estudados e são bem conhecidos. Nos últimos anos, no entanto, cientistas como Baptista vêm alertando para danos causados pela luz visível. O pesquisador e seu grupo têm se dedicado a desvendar os mecanismos pelos quais se dão esses efeitos deletérios.

Em artigo publicado em 2014, eles já haviam mostrado que reações de fotossensibilização da melanina induzidas por luz visível causam danos ao DNA nuclear dos melanócitos. A melanina é o pigmento responsável pela coloração da pele e pela proteção contra os raios UVB, produzida pelos melanócitos, que são células localizadas na barreira entre a epiderme e a derme.

Agora, em artigo publicado no Journal of Investigative Dermatology, os pesquisadores relataram os efeitos prejudiciais da radiação UVA combinada com a luz visível em queratinócitos epidérmicos humanos imortalizados (HaCat) e queratinócitos humanos primários normais (NHK). Queratinócitos são células do tecido epitelial, representando 80% das células epidérmicas.

Pesquisadores relataram em artigo os efeitos prejudiciais da radiação UVA combinada com a luz visível – Foto: Fortepan/Urbán Tamás via Wikimedia Commons
Baptista conta que o primeiro passo da pesquisa foi constatar a formação de grânulos citoplasmáticos em células HaCat e NHK tratadas com radiação UVA. Estes grânulos foram identificados como sendo a lipofuscina, conhecida como o pigmento do envelhecimento.

Leia também: Terçol prevenção

A lipofuscina é um agregado heterogêneo, feito de biomoléculas oxidadas e traços de metais, que resulta da digestão incompleta de restos celulares. A radiação UVA causa danos aos lisossomos das células e inibe o fluxo autofágico. A autofagia é um mecanismo de autolimpeza das células e a inibição desse processo leva ao acúmulo de lipofuscina.

O que os pesquisadores provaram nesse trabalho é que a lipofuscina, por sua vez, é um fotossensibilizador de luz visível, ou seja, ela absorve a luz e gera quantidades consideráveis de espécies tripletes e de oxigênio singlete. O oxigênio singlete é uma espécie eletronicamente excitada da molécula de oxigênio molecular e um poderoso oxidante de biomoléculas.

Eles então investigaram a oxidação direta do DNA nuclear e viram que a ação sinérgica de radiação UVA e luz visível causa lesões pré-mutagênicas no DNA dos queratinócitos. Segundo Baptista, os resultados obtidos pelo grupo indicam que o DNA dessas células sofre dano oxidativo causado pelo oxigênio singlete e por reações radicalares. O acúmulo de danos no DNA dos queratinócitos pode levar ao desenvolvimento do câncer de pele.

A lipofuscina já havia sido correlacionada com efeitos deletérios da exposição solar nos olhos e é considerada a principal causa de cegueira ligada à idade, mas sua fototoxicidade na pele ainda não havia sido descrita.

Estes resultados foram apresentados no congresso da European Society for Photobiology 2017 pelo doutorando Paulo Newton Tonolli, primeiro autor do artigo, que ganhou o prêmio de melhor pôster conferido pela Royal Society of Chemistry.

.

Ilustração e infografia: Caio Vinícius Bonifácio

.

Proteção contra luz visível
Uma das dificuldades para o desenvolvimento de filtros solares que protejam também contra a luz visível é que eles teriam de ser coloridos.

Paralelamente ao estudo dos mecanismos do fotodano, Baptista e seu grupo vêm desenvolvendo um novo conceito em termos de proteção solar, baseado no uso de pigmentos naturais em protetores, que, assim, são capazes de diminuir a penetração da luz na pele sem causar mudança perceptível da cor da pele.

Em 2016, ele depositou um pedido de patente junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) de um processo de obtenção de nanopartículas de sílica revestidas com melanina. A ideia é, a partir daí, gerar um filtro solar que proteja contra a luz visível.

Segundo o pesquisador, algumas empresas, como a brasileira FarmaService Bioextract e a indiana Interface Solutions, já mostraram interesse em desenvolver produtos para a proteção contra os efeitos da luz visível em parceria com o laboratório de pesquisa de Baptista no Instituto de Química da USP.

Mas o processo é lento e, por ora, enquanto não for desenvolvido um filtro solar que proteja contra um espectro mais amplo de luz solar, a recomendação é que se tome sol com moderação.

Babosa (Aloe Vera): conheça 20 benefícios para a saúde

Babosa (Aloe Vera): conheça 20 benefícios para a saúde

Como muita gente já sabe, boa parte das plantas encontradas na natureza é de grande utilidade para a saúde e beleza humana, graças às suas propriedades medicinais e naturais, com a presença de nutrientes e vitaminas que podem tratar e prevenir diversos males que ameaçam o nosso corpo.

Dentre elas está a Babosa – ou Aloe Vera, seu nome científico – que é utilizada há milhares de anos por nossos antepassados para curar e prevenir os males à saúde do homem. Segundo registros históricos da planta, ela já é usada há mais de 5.500 anos como planta medicinal, conforme mostram papiros egípcios datados de 3.500 anos antes de Cristo.

Ainda, há indícios de que ela já era utilizada anos atrás até mesmo por outras civilizações – árabe, grega, romana, asiática, africana, egípcia, dentre outras – também com fins cosméticos e medicinais. Outra curiosidade interessante é que a Aloe Vera também é citada em diversas passagens bíblicas e, por este motivo, virou base de estudos científicos em várias partes do mundo.

De acordo com as pesquisas já atualizadas, ela pode trazer diversos benefícios à saúde, bem como à beleza, cuidando da pele, cabelos e tratando inúmeras doenças, como infecções e até mesmo o câncer.

Saiba mais sobre a Babosa e seus benefícios para a saúde humana lendo esse artigo até o final.

Assuntos [Mostrar]

O que é a Babosa (Aloe Vera)?
A Babosa, também conhecida como Caraguatá, Erva Babosa, Babosa de Botica, Babosa de Jardim ou Aloe Vera – o segundo nome mais conhecido – é uma planta conhecida por suas propriedades medicinais e cosméticas, que servem para tratar vários tipos de doenças e, ainda, cuidar da beleza da pele e cabelos.

Ela é muito conhecida por seus efeitos calmantes, cicatrizantes e anti-inflamatórios, anestésico, anti-térmico, dentre outros, que podem ser muito úteis para a saúde humana, atuando na prevenção e tratamento de várias enfermidades.

A Babosa pode ser utilizada a partir do seu gel – ou baba, como as pessoas preferem chamar – e em forma de suco. O modo como você vai usá-la vai depender do tipo de tratamento que vai iniciar e qual o seu objetivo.

A planta, além de agir contra os males que atingem o nosso corpo, também é uma forte aliada da beleza. Ela é reconhecida por hidratar a pele e cabelos, sendo, de acordo com as lendas, o segredo da beleza de Cleópatra, a rainha do Antigo Egito.

Para que serve a Babosa (Aloe Vera)?
Como dissemos acima, o uso da Babosa está associado à uma série de finalidades, sejam elas medicinais ou cosméticas. Há uma diversidade de estudos que indicam as suas propriedades para tratar e prevenir doenças, além de embelezar e dar saúde à pele e aos cabelos.

Abaixo, você vai conferir os principais usos da Babosa e quais os benefícios que ela traz para o corpo humano:

1 – Babosa hidrata a pele
Essa é uma das principais funções da planta. A Babosa pode prevenir ou tratar diversos malefícios que acometem a nossa pele, isso por causa do seu efeito acelerador e regenerativo das células da derma. Ela atua como um hidratante natural ao deixar a pele mais bonita e prevenir o envelhecimento.

2 – Babosa trata a acne
A Aloe Vera é muito utilizada para acalmar e acelerar a cura de uma grande diversidade de problemas de pele, como acne, erupções cutâneas, feridas, cortes e arranhões, picadas de insetos e hera venenosa.

3 – Babosa trata queimaduras
Ainda dentro dos benefícios da planta para a pele, a Babosa pode tratar, prevenir e curar queimaduras solares. Por este motivo, ela é encontrada como ingrediente principal nos principais cremes e loções para tratar queimaduras, inclusive em protetores solares, já que ela também ajuda no combate aos efeitos dos raios UV.

4 – Babosa reduz a celulite
É mais um dos benefícios da Babosa no que diz respeito ao âmbito dermatológico. Aliada a uma dieta firme e exercícios físicos, a planta pode ajudar a reduzir os furinhos indesejados na pele.

5 – Babosa melhora a saúde digestiva
Devido à presença dos ácidos graxos encontrados na planta, há uma redução do inchaço e irritação no estômago, intestino delgado e cólon. Ainda, as suas propriedades anti-ácidas auxiliam e previnem a indigestão e seus nutrientes compensam deficiências nutricionais do corpo.

Além disso, a Babosa pode aumentar a produção de linfócitos T e melhorar a imunidade do organismo, ajudando-o na capacidade de combater infecções.

6 – Babosa alivia prisão de ventre
A Aloe Vera pode ajudar na prisão de ventre ou constipações intestinais, graças às suas propriedades laxantes. A ação se deve ao látex encontrado no gel da planta, que é conhecido por colocar o intestino em movimento.

Neste caso, a planta serve como um purgante e induz a diarreia. Desta forma, ela ajuda a aliviar o trânsito intestinal e evitar a prisão de ventre.

7 – Babosa alivia problemas bucais
A polpa da Babosa é um excelente ativo medicinal e permite aliviar feridas, como aftas, gengivite e estomatites.

8 – Babosa protege os cabelos
Assim como na nossa pele, a Babosa atua na proteção dos cabelos, na forma de um protetor solar, cuidando do couro cabeludo contra os raios UV, ou os protegendo contra os danos cotidianos como o clima seco, o vento, a chuva, a secura, a oleosidade, tornando os cabelos mais brilhantes e sedosos.

Saiba mais sobre os benefícios da Aloe Vera para os Cabelos no vídeo abaixo:

Relacionados:

Como fazer cronograma capilar
Hidratação com Maizena
9 – Babosa contra a queda de cabelo
Dentro dos benefícios para o cabelo, a Babosa é amplamente utilizada contra a queda dos fios. O seu uso pode reduzir e até evitar a queda, graças ao seu poder de fortalecimento da raiz capilar.

10 – Babosa ajuda a eliminar caspas
Ainda falando dos benefícios da planta para os nossos cabelos, a Aloe Vera ajuda a eliminar as caspas e outras seborréias que atingem o couro cabeludo. Para isso, é preciso lavar os cabelos com o gel (baba) da Babosa ou investir em produtos que contenham a planta dentre seus ingredientes.

11 – Babosa como relaxante para o corpo
A babosa tem propriedades anestesiantes que relaxam os músculos da cabeça. Por isso, é muito utilizada na hora de lavar os cabelos. Ao levar a Babosa aos cabelos, é só massageá-los, assim como o couro cabeludo, para obter um efeito desestressante.

12 – Babosa emagrece
Devido às suas propriedades depurativas, a Babosa pode ajudar na perda de peso, mas apenas se estiver aliada a uma dieta balanceada e à prática de exercícios físicos. Em geral, é utilizado o suco da planta para este fim. Misturado ao limão, pode trazer efeitos ainda mais benéficos, graças à alta concentração de substâncias antioxidantes.

13 – Babosa trata câncer de pele
Apesar de não haver estudos científicos que comprovem o uso da Babosa para este fim, há relatos de que a planta já mostrou efeitos positivos relacionados à cura do câncer de pele. Algumas pesquisas mostram a presença de propriedades anti-cancerígenas na Aloe Vera.

14 – Babosa baixa a febre
A Aloe Vera possui efeito antitérmico, nos casos de febre quando é ministrada uma compressa.

15 – Babosa combate dores musculares
A Babosa tem função anestésica, quando a compressa é submetida a dores musculares, anti-inflamatória e cicatrizante, sendo somente administrada a compressa no local da enfermidade. Ela pode aliviar também dores ósseas, enxaqueca, artrite e reumatismo.

16 – Babosa trata gripes e resfriados
Devido às suas propriedades antibióticas, a Babosa pode tratar gripes, resfriados, rinite, bronquite e asma.

17 – Babosa como energético para o corpo
A planta possui propriedades energéticas e é capaz de diminuir o estresse, a depressão, a anemia, além de controlar a diabetes e evitar problemas de má memória.

18 – Babosa aumenta o apetite sexual
Por ser uma fonte rica de energia, a Babosa também pode aumentar o apetite sexual.

19 – Babosa controla o colesterol
Devido à sua função ativadora da circulação sanguínea, a Aloe Vera remove o excesso de gordura das artérias e ajuda a controlar os níveis de colesterol.

20 – Babosa contra pedras nos rins
Graças à sua ação desintoxicante, a planta elimina as toxinas e ativa as funções dos rins e fígado.

Como usar a Babosa (Aloe Vera)?
O uso da planta pode ser feito de várias formas, seja através do seu gel (baba), suco, pó ou em produtos fabricados com a presença da planta. O modo como você vai ingerir a Babosa vai depender da sua finalidade, conforme os benefícios que nós mostramos anteriormente nesse artigo.

O gel – ou baba, como dizem por aí – é extraído da folha da Aloe Vera e é comumente para tratar doenças da pele, como acnes e queimaduras. Neste último caso, também são bem utilizados os cremes feitos a partir da Aloe Vera.

O suco é mais usado em casos de problemas digestivos ou para emagrecer, por exemplo, no qual a ingestão oral proporciona melhor efeito ao ir diretamente para o sangue.

Enfim, são várias as formas que você pode escolher para desfrutar dos benefícios da Babosa. Para saber como utilizar, tenha em mente qual o seu objetivo e o que quer tratar ou prevenir.

Aqui nesse artigo, você vai conhecer separadamente as propriedades do suco e do gel da Babosa. Veja:

Gel (baba) da Babosa

O gel pode ser usado em forma de compressa ou aplicado diretamente na enfermidade. Conheça as suas propriedades e seus usos:

Antitérmica: geralmente, são utilizadas compressas feitas com o gel para ajudar a baixar a febre.
Anestésica: a compressa feita com o gel pode aliviar as dores musculares e ósseas, reumatismo e enxaqueca.
Anti-inflamatória: o gel pode combater inflamações, agindo como a cortisona no organismo, mas sem os efeitos colaterais da substância.
Cicatrizante: o gel extraído da folha dessa planta penetra nas três camadas da pele, facilitando a cicatrização de queimaduras e esfolados.
Receita

Ingredientes:

1 folha de Babosa (Aloe Vera)
1 copo de água
Como preparar:

Abra a folha, retire o gel e misture no liquidificador na proporção de 1 colher de gel para 1 copo de água. Agora, é só aplicar na região a ser tratada.

Suco da Babosa

O suco da Babosa (Aloe Vera) é mais utilizado em casos em que é preciso combater males internos. Veja as suas principais propriedades e os seus usos:

Antibiótico: o suco combate gripes, resfriados, rinite, bronquite e asma.
Digestivo: o suco da Aloe Vera auxilia na digestão, evita azia e gases.
Energético: o suco serve para revigorar o apetite sexual, combater o estresse, a depressão, a anemia, e controlar o diabetes e a má memória.
Ativador da circulação sanguínea: utilize o suco para remover o excesso de gordura das artérias.
Desintoxicante: elimina as toxinas e ativa as funções dos rins e fígado.
Receita

Ingredientes:

2 folhas de Babosa (cortadas e sem os espinhos)
1 litro de água
1 colher de mel
1 maçã (ou suco de limão, no caso de quem quer emagrecer)
Como preparar:

Abra duas folhas da Babosa – tem que ser do gênero Barbadensis Miller, que é a indicada para consumo humano – e retire sua polpa.

Leia também: Babosa é bom

Misture no liquidificador, adoçado com mel e 1 maçã, na proporção de 100g da polpa para 1 litro de água. Beber várias vezes durante o dia.

Efeitos colaterais da Babosa (Aloe Vera)
Mesmo sendo extremamente benéfica para a saúde, a Babosa deve ser ingerida de forma moderada, sempre observando os efeitos dela na pele, cabelos ou outro sintoma que você possa vir a sentir com o uso da planta.

De um modo geral, os efeitos colaterais da Aloe Vera no corpo incluem dor abdominal, diarreia, inflamação dos rins, ressecamento da pele, desmaio, hipotensão e nefrite.

Por isso, evite usá-la em excesso e procure um médico se sentir algum destes sintomas ou outro efeito negativo relacionado ao consumo da planta.

Contraindicações da Babosa (Aloe Vera)
Não há contraindicações quanto ao uso externo da Babosa. Porém, é importante ficar atenta ao utilizá-la de modo interno.

A Aloe Vera é contraindicada para crianças, grávidas e durante a amamentação, assim como em pacientes com inflamações no útero ou ovários, hemorroidas, fissuras anais, pedras na bexiga, varizes, apendicite, prostatite, cistite, desinterias e nefrite.

Onde comprar Babosa (Aloe Vera)?
A Babosa pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e algumas feiras livres e mercados. Ainda, você consegue comprar a Aloe Vera pela internet, nas lojas virtuais de produtos naturais.

No entanto, se você tiver tempo, espaço e disponibilidade para cuidar de um jardim, saiba que você pode plantá-la em casa e usufruir de suas propriedades.

Perguntas frequentes
– A Babosa aborta?
Sim. Por isso, o consumo da planta não é indicado para gestantes, como nós mostramos acima. A Aloe Vera possui propriedades que podem interferir na gravidez e causar parto prematuro.

– Babosa afina o cabelo?
Não. Na verdade, acontece o contrário. A Babosa é muito utilizada para engrossar os fios e fortalecer o cabelo. Veja aqui mais benefícios da babosa no cabelo.

– Babosa ajuda no crescimento do cabelo?
Sim. Por ser muito eficaz no fortalecimento dos fios, ela pode ajudar os seus cabelos a crescerem com saúde. Inclusive, existem várias receitas próprias para o uso da Babosa no crescimento das madeixas.

– Babosa serve para reduzir estrias?
Sim. Devido às seus nutrientes, como lignina, saponinas, minerais como cálcio, potássio, magnésio, zinco, cromo, cobre, ferro e manganês; betacaroteno (pró-vitamina A), vitaminas do complexo B, vitaminas C e E, colina e ácido fólico, a Babosa é um ótimo remédio caseiro para eliminar ou amenizar as estrias. Além disso, ela é ótima para limpeza de pele.

– Babosa alisa o cabelo?
Sim. A planta tem alto poder hidratante. Ao ser utilizada, a Aloe Vera fecha as escamas do cabelo, deixando mais lisos e maleáveis.

– Babosa serve para curar hemorroidas?
Sim. Graças às suas propriedades cicatrizantes, calmantes e reparadoras, a planta pode aliviar as dores e até curar o problema com hemorroidas.

A Aloe Vera ajuda a aliviar a coceira, o ardor e inflamação e, ainda, fechar as feridas e cicatrizá-las de forma mais rápida. Além disso, ela regenera os tecidos da pele danificados, auxiliando na sua recuperação.

Dieta LOW CARB: Quais os alimentos permitidos?

Dieta LOW CARB: Quais os alimentos permitidos?

Mas para que fique clara a gigante variedade de COMIDA DE VERDADE que temos à disposição e que visam nutrição, emagrecimento e manutenção, vou listar abaixo os alimentos que devem ser consumidos em um estilo low carb de comer.

Carnes de todos os tipos
Carne de verdade, in natura.
Tem boas linguiças por aí, mas a maioria a venda contém açúcar e amido na composição.
Salsichas e nuggets não são carne e são cheias de amido.
Evite comprar carnes já temperadas, faça o seu próprio tempero em casa.
Carnes in natura são praticamente zero carbo, tirando órgãos como o fígado, que chega a cerca de 5% de carboidratos líquidos segundo o FatSecret. Na prática, considere como se fosse zero.
Resumindo: Peixes como o salmão, sardinha e truta, crustáceos, frango, porco, boi, cordeiro, peru, vitela, minhocas. Ok, não precisa comer minhocas, mas você poderia, se quisesse. Coma a carne que achar mais gostosa. Bacon inclusive!

Não é necessário se preocupar com a gordura da carne, coma os seus cortes favoritos na quantidade que quiser.

Verduras de todos os tipos
Se você não curte uma saladinha, talvez low carb não seja a melhor estratégia de alimentação para você.

Eu sempre fui maluca por salada e acho que isso é um importante componente de sucesso. E se não curte, faça um esforço. Aquilo que eu sempre falo da força do HÁBITO. Comece com pequenos passos, pequenas mudanças. Põe bastante azeite de oliva e salzinho. Refoga com bacon e creme de leite.

Resumindo: folhas verdes (como alface, rúcula, agrião, escarola, endívia, couve, repolho, espinafre), abobrinha, brócolis, tomate, cebola, alho, pimentão, alcachofra, chuchu, aspargos, palmito, rabanete, pepino, berinjela, quiabo, vagem, couve-flor.

Uma observação especial sobre batata, cenoura, beterraba e mandioca: esses caras são deliciosos mas são lotados de carboidratos.

Se precisar emagrecer, abra mão deles até chegar ao seu peso ideal, e depois vá inserindo aos poucos, vendo como seu peso reage.

Frutas
Frutas são em geral ricas em carboidratos (em razão do açúcar natural que elas contêm, a frutose).

Se precisa emagrecer, passe os primeiros quinze dias sem frutas e vá inserindo em pouca quantidade, e veja como o seu corpo reage.

O quanto você precisa perder de peso é um fator determinante para adequar seu consumo de frutas. Enquanto emagrece você pode comer abacate, coco, morangos, amoras e mirtilos, que tem menos carboidratos.

Se pra você é absurda a ideia de passar 15 dias sem frutas, ok. De nenhuma maneira isso precisa ser um obstáculo para o seu sucesso com low carb. Coma as frutas low carb e vai emagrecer também.

Ovos de todos os tipos
Ovos são incrivelmente práticos. Cozidos, mexidos, fritos. Você pode levar ovos cozidos de lanche. Colocar ovos cozidos na sua salada. Tacar um ovo na sua sopa ou em um cozido. Ter sempre ovinhos de codorna em conserva na geladeira para petiscar.

Quando comecei a dieta comia muitos ovos, daí passei por um período de não poder vê-los, e hoje como todos os dias 2 ovos com queijo no café da manhã, preparados do mesmo jeito, e se bobear como ovos no almoço e jantar também.

É normal uma dificuldade inicial em consumir ovos, mas com o passar do tempo fica fácil emplacar o hábito.

Embora cada ovo tenha 0,8 grama de carboidrato eu recomendo que você considere o ovo como zero carboidrato, para facilitar as coisas. Até porque é difícil alguém abusar do consumo de ovos.

Queijos e nata/creme de leite
A dieta paleo original não inclui laticínios, mas eles são low carb.

Todos os queijos tem poucos carboidratos, alguns mais, outros menos. Se precisar perder peso evite os queijos brancos (ricota, minas frescal, cottage) que tem maior teor de lactose, que é o açúcar do leite.

Nata ou creme de leite é outro ingrediente coringa em low carb. Uso no meu café com nata de todos os dias, ou faço um super molho de nata com ervas finas para o salmão, ou uso no estrogonofe, ou faço couve flor ou brócolis gratinado com nata e queijo.

Leia também: Kifina funciona

A nata normalmente é vendida no balcão refrigerado do supermercado, mas ela não é comercializada em todo o Brasil.

Se no seu estado não tem, use o creme de leite. O creme de leite de caixinha tem um pouco mais de carbos do que o de lata porque leva leite em pó para uma textura diferente, mas ambos são low carb.

Leia também: E-book 101 Receitas Low Carb preço

Nozes e sementes
Nozes, castanhas do caju e do pará, amêndoas, pistaches, macadâmias.

Para quem tem mais de dez quilos para perder ou quer perder peso de maneira mais rápida, o ideal é não passar de dois punhados de 30 gramas por dia. Pode parecer pouco, mas elas alimentam tanto que faz valer a pena.

É fácil exagerar nas nuts: uma dica é fazer um mix e separar as porções em um pote ou em saquinhos e usar sempre o mesmo recipiente como medida.

Amendoim não é paleo mas é low carb. É um legume e tem um pouco mais de carboidratos do que as nozes e castanhas, mas eu como em momentos onde todo o resto que há para comer é carboidrato-lixo (como por exemplo aeroporto ou beira de estrada).

Gorduras
Eu uso azeite de oliva e manteiga. Para as preparações onde é necessário muita temperatura, como fritar carne ou refogar vegetais, a manteiga é mais recomendada.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Azeite é ótimo para temperar saladas e para colocar um fio de azeite sob a comida quente. A banha também pode ser consumida.

Óleo de coco e outros como o de abacate são ok também, mas são bem mais caros. Pode usar, mas low carb funciona igualzinho com gorduras mais acessíveis como a manteiga e o azeite.

Kefir
O kefir é um probiótico, ou seja, microorganismos vivos que auxiliam na digestão e saúde intestinal. Como esses bichinhos se alimentam do açúcar, as pessoas usam várias formas de alimentar eles e criar o kefir de leite, feito com leite, ou o de água, feito com suco, água de coco ou água com açúcar.

Não, o açúcar, seja ele da lactose, frutose ou da sacarose, não fica no kefir porque, como disse, as bactérias sobrevivem comendo dele. Quanto mais tempo você deixar o produto fermentando, menos açúcar e carboidratos seu kefir vai ter. Tem quem deixe de 24 horas a até 72 horas o kefir no processo de fermentação!

Temperos, especiarias e condimentos
Nada melhor que uma comida bem temperada! Sal, pimenta, orégano (fresco ou seco), pimenta, cebolinha, alho, canela, coentro (pra quem gosta, porque eu dispenso), cominho, hortelã, gengibre (ao natural, não em conserva), louro, manjericão e tantos outros fazem parte, sim, de uma comidinha low carb. Pode usar!

Temperos industrializados do tipo Sazon e Knorr levam açúcar, amido, conservantes e corantes então use temperos desidratados ou frescos e não os temperos processados.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Se você tem costume de usar esses caldos na comida, saiba que é realmente um costume, você pode sentir diferença nos primeiros dias mas rapidinho já vai se acostumar (e economizar seu dinheiro, e gerar menos lixo).

Condimentos, como mostarda amarela e dijon, kechup, molho inglês e molho shoyu são ótimos para alguns pratos low carb (como um bom strogonoff de carne) e tem poucos carboidratos.

É comum esses produtos levarem um pouco de açúcar que tende a não impactar a dieta porque em geral são consumidos em pouca quantidade e com pouca frequência, mas algumas marcas tem versões de condimentos sem açúcar, então é uma boa analisar os rótulos e tentar encontrar uma.

Evite:
Legumes como o feijão, a lentilha e a ervilha tem muitos carboidratos. Se precisar perder peso, fique sem eles até chegar na sua meta.

Não coma:
Açúcar de qualquer espécie. Lactose é o açúcar do leite, frutose é o açúcar da fruta, sacarose é o açúcar refinado. Mel, açúcar de coco, açúcar mascavo, demerara e açúcar light também são açúcar e não devem ser consumidos no contexto de uma alimentação low carb.

Nesse artigo falo sobre como escolher o melhor adoçante para usar em low carb

Grãos. Farinha, nem integral, nem normal. Tudo o que é feito de farinha, como bolos, macarrão, pães, pizza, biscoitos etc.

Arroz (integral ou não) e quinoa também não são low carb e não devem ser consumidos por quem deseja perder peso.

Gorduras trans. Salgadinhos, bolachas recheadas e vários outros produtos processados são pura gordura trans, corte!

Como low carb é um estilo de comer e não uma dieta, não dá para falar em cardápios montados, simplesmente coma tudo acima até estar saciado, Segure a onda do que tiver muito carboidrato, como batata, beterraba, cenoura e frutas mais açucaradas.

Nada mal comer assim, não é? Dá para emagrecer, manter o peso e ficar muito saudável, eliminando totalmente alimentos industrializados.

Como começar uma Dieta Low Carb?
A Dieta Low Carb tem como objetivo principal reduzir os carboidratos e com ocasionar a perda de peso.

Porém “nem tudo são flores”, há alguns estudos que constataram que a redução excessiva dos carboidratos e o alto consumo de proteínas pode alguns problemas.

Foi justamente pensando em te proporcionar uma dieta equilibrada que compilamos em um Ebook 550 Receitas INCRÍVEIS de uma Dieta Low Carb poderosa!

Jejum intermitente. Prós e contras da dieta da moda

Jejum intermitente. Prós e contras da dieta da moda

O jejum intermitente é uma das dietas do momento e das que mais adeptos conseguiu nos últimos anos. E não é difícil perceber o porquê: Quem a faz diz que é realmente eficaz.

Mas será mesmo um plano alimentar saudável e adequado a qualquer tipo de pessoa? A ciência tem as suas dúvidas e, por isso, multiplicam-se os estudos sobre esta dieta.

Vamos por partes.

O que é o jejum intermitente?

A privação de comida durante um período de tempo é algo a que as pessoas já estão habituadas. Em alguns países, esta é mesmo uma prática cultural e religiosa. No Ocidente, o jejum está associado a fins médicos, como acontece quando se vai fazer análises ou exames clínicos.

Mas aquilo que era um hábito pontual para nós passou a ser uma dieta. O jejum intermitente é um estilo alimentar que alterna períodos com refeições e períodos de jejum. O espaço de tempo que separa cada refeição depende do tipo de jejum que se faz.

Há quem opte por jejuar durante um dia inteiro, mantendo a alimentação normal no seguinte e voltando a jejuar no próximo. Há quem opte por manter a dieta normal ao longo de cerca de 8 horas e jejuar nas 16 horas restantes.

Leia também: Jejum Intermitente

Segundo uma revisão científica publicada na revista Journal of The Academy of Nutrition and Dietetics, existe ainda a possibilidade de seguir a dieta 5:2. Ou seja, manter a dieta tradicional ao longo de cinco dias e ingerir apenas 25% das calorias diárias nos dois restantes dias.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

O (possível) lado bom do jejum intermitente
Dos vários estudos já realizados, há uma conclusão comum que salta à vista: o metabolismo fica mais acelerado. É já certo e sabido que um metabolismo acelerado leva à perda de calorias e de gordura.

Leia também: Phytophen reclame aqui

Os níveis de glicemia e insulina também melhoram e as respostas inflamatórias do sistema imunitário deixam de ser uma constante. Um menor número de marcadores inflamatórios é um trampolim para uma melhor saúde.

Para quem pretende dizer ‘adeus’ à gordura visceral, este jejum pode ser, de facto, uma opção. Contudo, a eficácia está sempre dependente do que se come quando não se está a jejuar e da atividade física.

Dos estudos realizados destaca-se ainda o poder do mindfulness nesta dieta. Ao privar o organismo de alimentos, as refeições feitas são mais valorizadas e a escolha dos alimentos é mais ponderada.

Diz ainda a ciência que ter o jejum intermitente como base da rotina diária pode ainda trazer benefícios para qualidade do sono – algo que, por si só, já promove a perda de peso.

Leia também: Kifina reclame aqui

As pessoas que aderem a esta dieta acabam por planear melhor as refeições e por conseguir uma rotina mais saudável e organizada.

O (possível) lado mau do jejum intermitente
Apesar de ser uma opção viável para quem é obeso, os poucos estudos realizados junto de pessoas saudáveis mostraram que este tipo de dieta pode ter consequências negativas a nível mental, mais concretamente no que diz respeito ao humor, à ansiedade e ao stress.

Quando mal planeado, o jejum intermitente pode ainda resultar numa perigosa privação de nutrientes, algo que, a médio prazo, será sinónimo de problemas de saúde. As dietas de poucas calorias, por exemplo, podem danificar o coração.

A situação pode tornar-se mais preocupante se em causa estiver alguém que já passou por algum tipo de distúrbio alimentar.

Importa salientar que a maioria dos testes foram realizados em animais de laboratório, não sendo ainda concreta a eficácia no organismo humano.

Além disso, nenhum dos estudos analisou o efeito a longo prazo, mantendo-se desconhecidas as consequências futuras que esta dieta pode ter.

Remédio para emagrecer: Quem pode tomar, medicamentos, remédios naturais

Remédio para emagrecer: Quem pode tomar, medicamentos, remédios naturais

Existem inúmeros medicamentos à venda que prometem a perda de peso, mas nem todos são aprovados para consumo seguro no nosso país, e quando são, nem sempre não eficazes, trazendo muitas vezes perigosos efeitos colaterais. Pensando nisso, vamos listar no texto de hoje os principais nomes de medicamentos e remédios naturais do mercado, aqueles mais usados e aprovados pelo público.

Leia também: Kifina é bom

Quem pode tomar remédio para emagrecer?
Antes de saber quais são os melhores medicamentos, vamos entender para quem eles são indicados e quem pode tomar. As principais funções da maioria dos remédios para emagrecer são aumentar o metabolismo, ajudar na queima de gorduras, ajudar na menor absorção de gordura pelo organismo e inibir o apetite.

Portanto é indicado para quem tem dificuldades para perder peso naturalmente através da boa alimentação e da prática de exercícios físicos, e precisa desse auxílio extra em nome da saúde, não apenas do físico.

Segundo vários endocrinologistas, quando o índice de massa corpórea (IMC) continua superior a 29,9 mesmo após reeducação alimentar e frequência de atividades físicas, o uso desses medicamentos é indicado. Essa é a melhor forma de prevenir e tratar sintomas relacionados à obesidade.

Leia também: Phytophen é bom

Esse diagnóstico de poder ou não poder tomar esses remédios só pode ser passado por um médico que avalia e acompanha a sua saúde, isso impede uso de forma indevida e compras sem receitas médicas. Sendo assim, antes de comprar qualquer medicamento, consulte seu médico e saiba se esta é mesmo a melhor solução para seu caso.

Medicamentos para emagrecer
Não compre qualquer um destes medicamentos sem indicação médica e compreenda os possíveis efeitos colaterais de cada um deles e como eles podem refletir na sua saúde.

Leia também: remédio caseiro para emagrecer Anvisa

Sibutramina
Como funciona:

A principal ação da Sibutramina é a redução considerável da fome através do aumento da saciedade com pouca alimentação; isso ocorre porque as substâncias nela presentes estimulam que a mensagem de saciedade chegue mais rápido no nosso cérebro, e com isso nos sentiremos mais satisfeitos com menos comida ingerida.

É um dos principais remédios indicados para tratar pessoas com obesidade, além de ser ideal para quem quer controlar fome e vontade de comer gorduras e doces o tempo todo.

Leia também: Farinha seca barriga é bom

Orlistat
Como funciona:

Também vendido como Xenical, este medicamento impede a absorção de gordura no intestino, o que diminui a quantidade de calorias consumidas; isso ajuda na perda de peso e também no controle de colesterol alto e tratamentos para obesidade.

Pode ser tomado diariamente ou para agir esporadicamente, como por exemplo uma ida a alguma festa em que se irá comer muito ou afins. Não deve ser consumido diariamente com essa finalidade.

Outros:
Inibidores de apetite: Anfepramona, Femproporex, Manzidol, Saxenda, etc. Classe de medicamentos que apresenta muitas chances de efeitos colaterais. Podem causar fortes alterações de humor, afetar o sono e aumentar a frequência cardíaca.
Estímulo da saciedade: Contrave, Qnexa, Lorcaserina, etc. Classe de medicamentos que possui ação secundária para o emagrecimento com o aumento do gasto energético. Podem causar alterações no sono e agitação.
Inibidores de absorção de gordura: Cetilistate. Classe de medicamentos que não atua no sistema nervoso; necessita controle da alimentação regrada para correta ingestão de gorduras. Pode causar alterações na saúde intestinal da pessoa.
Remédios naturais para emagrecer
A principal vantagem de tomar remédios caseiros e naturais para emagrecer é seu alto potencial de ajudar na saúde, sem qualquer risco de efeitos colaterais quando tomados de forma correta; mas ainda assim, opte por ouvir seu médico.

Chá verde
Como age: Possui inúmeras propriedades que aceleram o metabolismo e ajudam na queima de gordura de forma natural. Importante ressaltar que o consumo deve ser diminuído ou evitado por pessoas que têm sensibilidade à cafeína ou demais problemas cardíacos.

Quitosana
Como age: É um tipo de suplemento feito a partir das fibras presentes nos esqueletos de frutos do mar, as quais podem aumentar a saciedade e controlar absorção de gordura pelo organismo. É contraindicada para quem tem alergia ou sensibilidade aos frutos do mar e derivados.

Chá poderoso para emagrecer: confira 4 combinações

Chá poderoso para emagrecer: confira 4 combinações

Confira as combinações que mais fazem sucesso quando se fala em chá poderoso para emagrecer!

Já foi a época em que o consumo de um bom chá era associado apenas a aquecer-se durante o inverno. A versão gelada, inventada no século XVIII, nos Estados Unidos, faz sucesso até hoje e seus benefícios vão além da degustação. A bebida popularizou-se entre quem quer emagrecer, devido aos seus ingredientes termogênicos e propriedades diuréticas, que auxiliam no combate ao acúmulo de gordura. Confira as combinações que mais fazem sucesso quando se fala em chá poderoso para emagrecer!

Vantagens de tomar chá
“Além de conter compostos antioxidantes, a maioria dos chás aceleram o metabolismo e fazem com que o corpo gaste mais energia para absorvê-lo, melhorando o funcionamento do intestino e promovendo saciedade”, conta a nutricionista Andrea Marim. Portanto, o consumo regular da infusão de algumas plantas, aliada a uma dieta saudável e à pratica de exercícios físicos, ajuda a perder a gordura abdominal mais rapidamente.

Leia também: comprar Kifina

Como preparar o chá?
Para preparar o chá sem erro e aproveitar todos os seus benefícios, basta ferver a água até entrar em ponto de ebulição e desligar o fogo. Em seguida, coloque as ervas e tampe a panela por 5 minutos. Nas noites mais frias, consuma assim que ficar pronto. Nos dias quentes, opte pela versão gelada, que deve ser levada à geladeira após a infusão resfriar em temperatura ambiente. Para aproveitar as propriedades emagrecedoras do chá, consuma-o até 24h após o preparo.

Leia também: Phytophen funciona

Duas opções de chá poderoso para emagrecer
O chá verde atua no emagrecimento por conter as catequinas, que estimulam diversas enzimas responsáveis pela absorção de gorduras, quebrando-as em vez de acumulá-las. Além disso, a bebida “promove sensação de saciedade, melhora a digestão e auxilia na diminuição do colesterol”, complementa Andrea. Outra alternativa diurética, dona de um leve amargor, é o chá de cavalinha, opção que evita a retenção de líquidos e ajuda no combate das toxinas que geram as celulites.

Leia também: Kombucha

Quanto de chá pode ser consumido por dia?
O consumo diário não deve ultrapassar 6 xícaras. Alguns, como o chá verde ou de hibisco, devem ser consumidos com mais moderação, não ultrapassando 4 xícaras por dia. “Por serem estimulantes e termogênicas, as bebidas emagrecedoras podem interferir no sono. E, no caso de pessoas hipertensas ou com arritmias, interferem na saúde”, alerta a nutricionista.

Emagrecimento Saudável: 4 Atitudes Que Vão te Ajudar

Emagrecimento Saudável: 4 Atitudes Que Vão te Ajudar

O emagrecimento saudável é o sonho de muita gente. Porém, é muito difícil encontrar os melhores caminhos sozinho. Por isso, a seguir estão reunidas as principais informações para você emagrecer saudável, de acordo com nutricionistas e especialistas da área. Vale lembrar que são necessários força de vontade, hábitos saudáveis e principalmente: persistência.

No final deste artigo você terá uma lista especial com 8 fórmulas de suplementos manipulados, que com certeza podem te ajudar no emagrecimento! E fica aqui já uma dica muito legal. Para essas fórmulas ou qualquer outra, use o serviço da Manipulae para sempre ter o melhor preço!

Para utilizar o serviço, basta o consumidor acessar o site do Manipulaê – manipulae.com.br – enviar a imagem da receita médica ou indicar o produto que será cotado. O usuário deverá preencher alguns dados como nome, email e endereço para a entrega. Todo o processo pode ser feito pelo celular, tablet ou computador. O sistema envia automaticamente as informações para as melhores farmácias parceiras e o consumidor recebe as cotações em até 3 horas. Após receber os orçamentos, o consumidor escolhe as melhores propostas e faz a compra na própria plataforma do Manipulaê.

Então, conheça 4 dicas que juntas vão te ajudar a emagrecer.

#1 – Alimentação para o emagrecimento saudável

Quando se fala em alimentos que ajudam a emagrecer, a maioria das pessoas pensam em alimentos leves, com baixa caloria. Mas nem sempre é assim. Mas isso não será mais um problema para você, porque a nutricionista Carla Soares explica quais alimentos devem estar presentes na sua alimentação.

“Os Alimentos que ajudam a emagrecer são aqueles que aceleram o metabolismo naturalmente, ajudam a queimar calorias e aumentam a sensação de saciedade. evitando assim, de comer em horários errados. Esses alimentos que ajudam a emagrecer tendem a aumentar ou diminuir a temperatura, fazendo com que o corpo gaste calorias para voltar à temperatura normal”. Explica a nutricionista.

Veja abaixo quais são estes alimentos e porque eles são ideais para o emagrecimento saudável.

Aveia: comer aveia pela manhã é um excelente modo de fornecer ao corpo uma dose de energia de consumo lento, de modo a diminuir a fome ao longo do dia todo.
Chá Verde: os antioxidantes do chá verde são capazes de aumentar a velocidade da queima de gorduras e calorias, de modo que o seu consumo diário pode ajudar a emagrecer. Por isso, trocar o cafezinho pelo chá verde é uma ótima opção.
Maçã: essa fruta rica em fibras fornece saciedade não só pelas sua composição, mas pelo trabalhoso ato de mastigá-la. Durante a mastigação, o cérebro recebe sinais que diminuem a sensação de fome. Então, no lanche da manhã/tarde, faça o teste e coma uma maçã.
Peito de Frango: o peito de frango sem pele é um excelente alimento para emagrecer, graças ao seu alto nível de proteínas e baixíssimo nível de gorduras. Quanto mais músculos uma pessoa possui, mais calorias ela queima diariamente. Mas NÃO é frango frito. É frango grelhado, ok?! 😉

Para ter um cardápio rico em nutrientes que ajudam a emagrecer, nada melhor do que contar com um acompanhamento com um (a) nutricionista. Este profissional pode te ajudar, inclusive para substituir algum alimento que não goste muito, e seja importante, por um complexo vitamínico. Mas isso sempre com a indicação de um (a) nutricionista. Veja mais sobre o assunto no tópico abaixo.

Leia também: Dietas de emergência funcionam

ARTIGOS COMPLEMENTARES
15 Alimentos Que Dão Saciedade e Ajudam a Emagrecer
6 Pequenas Mudanças no Seu Café da Manhã Que Te Ajudam a Emagrecer
22 Dicas para Emagrecer Comprovadas Cientificamente
15 Super Alimentos Que Ajudam a Emagrecer
Não se esqueça de ficar até o final para conferir o BÔNUS! 😉

Leia também: Phytophen reclame aqui

#2 – Acompanhamento com um (a) nutricionista

O acompanhamento nutricional ainda é uma das melhores maneiras para o emagrecimento saudável. Por isso, consultar um (a) nutricionista deve estar em suas prioridades se você deseja emagrecer. Aqui vão algumas vantagens de ir ao nutricionista:

Montar um cardápio que se encaixe à sua rotina, com uma dieta específica
Combinar e dosar vitaminas e sais minerais para a sua necessidade
Ajustar as doses diárias de macronutrientes: proteínas, carboidratos e lipídios
Te indicar o que comprar – ensinando sobre rótulos e as melhores escolhas para se fazer, além de indicar várias receitas saudáveis e saborosas

Leia também: Kifina reclame aqui
Melhorar o desempenho físico e mental – e consequentemente sua disposição
Prevenir e auxiliar no tratamento de doenças

O nutricionista também receita os melhores suplementos manipulados para o emagrecimento. Depois, basta você fazer cotação nas farmácias de manipulação e aproveitar os resultados.

Você também pode indicar para seu/sua nutricionista quais produtos tem interesse. Lembre-se disso ao conferir o nosso bônus no último tópico.

#3 – Atividades físicas para quem deseja emagrecer mais rápido

Para o emagrecimento saudável você terá que aliar uma dieta balanceada com atividades física. Algumas atividades físicas emagrecem mais que outras. Por isso, vamos te ajudar a fazer os exercícios certos, com dicas preciosas para potencializar seu treino.

Contrair o abdômen: se você pratica ou já praticou exercícios físicos, provavelmente deve ter escutado alguém falar as frases: “suga o umbigo”, “umbigo nas costas”, “sinta a barriga achatar”, “não deixe a barriga estufar”. Todas elas, significam nada mais, nada menos que contrair o abdome durante os exercícios. Então, coloque o foco no abdômen!

Aeróbicos e musculação: essa é a dúvida de muita gente que deseja um emagrecimento com exercícios. Os exercícios aeróbicos, como caminhada e corrida, aumentam a frequência cardíaca e queimam mais calorias. Em paralelo, os exercícios de resistência como a musculação, favorecem mais a hipertrofia muscular, aumentando o tamanho do músculo – isso faz com que o indivíduo gaste mais energia, mesmo quando estiver parado e dormindo. Então, o ideal é praticar os dois tipos.

Dica: Que tal ir e voltar da academia correndo e fazer caminhada no parque aos fins de semana. Tudo isso, com boas técnicas de respiração e contraindo o abdômen adequadamente. Com certeza seu treino ficará muito mais completo, e os resultados aparecerão mais rápido. 😉

Se você chegou até aqui, merece uma dica especial, não é mesmo? Por isso, confira algumas dicas exclusivas que vão fazer toda a diferença no seu emagrecimento saudável.

#4 Suplementos ideais para o emagrecimento

Com uma alimentação saudável e as atividades físicas você vai ver excelentes resultados no seu emagrecimento. Some os suplementos certos + alimentação saudável + atividades física, e o resultado aparecerá muito mais rápido. Para ajudar ainda mais, o Manipulaê preparou uma LISTA BÔNUS para você conhecer alguns suplementos e alimentos manipulados que podem te ajudar a acelerar o metabolismo e emagrecer.

DICA: salve as imagens das fórmulas abaixo. Depois use-as para fazer uma cotação na plataforma Manipulaê. Você vai receber gratuitamente várias propostas das mais conceituadas farmácias de manipulação do Brasil.

Comer bombom é muito bom – mas comer um bombom que te dá uma ajudinha para emagrecer é melhor ainda, não é mesmo?

As gomas emagrecedoras ajudam muito em regimes de emagrecimento, porque diminuem o apetite e ajudam a reduzir medidas.

Os sucos power são muito famosos como aliados do emagrecimento. Conheça os principais sucos power na tabela abaixo.

O Blend power visa a manutenção de massa magra, contribuindo ativamente para o emagrecimento.

Se você sente aquela vontade de comer um doce sempre depois do almoço ou a noite, pode substituir pelas balas a seguir. Lembre-se sempre de conversar com seu/sua nutricionista.

O carboidrato e a compulsão são os principais vilões do emagrecimento. As cápsulas de inibição são os melhores aliados para combater esses vilões.

O suco drenante está sendo cada vez mais usado, porque atua diretamente na redução de medidas.

Um dos principais pilares do emagrecimento é a aceleração do metabolismo e a diminuição da retenção de líquidos. Nessa cápsula, você encontra os dois juntos.

Clique aqui para cotar agora.

Seguindo essas dicas você pode conseguir emagrecer muito mais rápido e com saúde. Boa sorte!

Conheça os 10 melhores cremes para celulite

Conheça os 10 melhores cremes para celulite

Grande preocupação de muitas mulheres, as celulites causam incômodos em muitas delas, evitando que o corpo fique mais “durinho”, com menor flacidez, e trazendo aquelas indesejadas marquinhas onduladas.

De maneira simples, a celulite nada mais é do que um acúmulo de gordura que se localiza na superfície da pele. Esse fenômeno é muito comum em todas as idades, sendo ainda mais presente quando a genética da mulher facilita a sua ocorrência.

Veja também – Drenagem linfática para celulite: será que este tratamento elimina o problema?

Como não podemos lutar contra a genética, reduzir as celulites através de cremes pode ser uma boa solução para amenizar o aspecto que elas causam na pele, juntamente, é claro, com uma melhor alimentação, com uma menor ingestão de açúcares e gorduras e com exercícios físicos.

Nesse sentido, os cremes para celulite serão capazes de diminuir a presença visual da celulite na pele, tornando-a menos aparente, uma vez que eles trabalham na estimulação da circulação de sangue na superfície da pele.

Abaixo você confere uma lista dos 10 melhores cremes para celulite mais facilmente encontrados no Brasil, com ótimo custo-benefício. Saiba tudo sobre cada um deles e escolha o melhor creme para celulite que mais combina com você.

Assuntos [Mostrar]

1. Bye-Bye Celulite (Nivea)

Muito famoso entre os cremes anticelulite, o Bye-Bye Celulite da Nivea se mostra bastante interessante por atuar diretamente nas células de gordura. Dessa maneira, o creme consegue aumentar a elasticidade da pele, deixando-a mais firme, prevenindo o aparecimento de novas celulites e amenizando a intensidade visual delas na pele.

Veja também – Celulite infecciosa: conheça as causas e como tratar

2. Cellu-Sculp (Avon)

Voltado para a melhor circulação do sangue na superfície da pele, o Cellu-Sculp é um creme que ainda atua na ativação da drenagem linfática, na hidratação da pele e na eliminação de gordura. Em sua fórmula estão presentes nutrientes como malva, ginko-biloba, ginseng e cafeína.

3. PerfectSlim (L’Oreal)

Com função bastante interessante, o creme anticelulite da L’oreal conta com lipo-redutores em sua fórmula, que ajudam na queima dos ácidos graxos, transformando gordura em energia. Além de trabalhar melhorando a aparência da pele e diminuindo a celulite, o PerfectSlim ainda previne a formação de novas celulites, uma vez que diminui a transformação de açúcares em gordura, auxiliando na drenagem linfática.

Leia também: Creme firmador

4. Gel Anticelulite Amêndoa (L’Occitaine)

Juntando hidratante e creme anticelulites, a L’occitaine investiu nas amêndoas e nos flavonoides contidos na fórmula desse creme, que atua acabando com a inflamação dos tecidos, diminuindo a incidência de celulites e tornando-as menos visíveis na pele.

5. Cellu Reverse (Elancyl)

Com o objetivo de melhorar a firmeza da pele, esse creme atua contra o armazenamento de gordura localizada. Mais voltado para as celulites abdominais, a Elancyl acerta com esse produto.

6. Body Active (O Boticário)

Leia também: Skin renov Anvisa

Com o foco na quebra das células de gordura da superfície da pele para diminuir as celulites, o Body Active do O Boticário utiliza a cafeína em sua fórmula, que ainda tem função hidratante.

7. Celluli Laser SlimCode (Biotherm)

Voltado principalmente para a prevenção do aparecimento de novas celulites, esse creme é feito com ingredientes naturais, como chá verde, lótus e erva mate, atuando contra o acúmulo da gordura na superfície da pele, que forma a celulite. Ele acelera a queima de gordura através da enzima AMPK contida em sua fórmula.

8. Bio-V Vegetal IntensiveBodySlim (Vitaderm)

Com foco na queima de gordura, ele trabalha tanto na diminuição quanto na prevenção de celulites e, para isso, conta com a ajuda do extrato de guaraná.

9. Celludestok (Vichy)

Com o foco na suavização das celulites na pele, esse creme ajuda principalmente na quebra de gordura superficial, além de servir como um poderoso hidratante.

10. Gel Redutor de Celulite com DMAE (Bio-Médicin)

Por conter uma substância que tem efeito Botox (DMAE), o gel redutor da Bio-Medicin atua na garantia de uma pele firme e lisa, diminuindo as celulites e, ainda, combatendo e diminuindo a flacidez e a gordura localizada.

E você? Já usou esses ou algum outro creme para celulite? Compartilhe a sua opinião sobre qual é o melhor creme para celulite!